Maquiagem das Belas.

url('http://img5.imageshack.us/img5/3038/cabbb.png')

17 de mar de 2013

Habemus papam... 1001 motivos para visitar a Argentina.


Olá meninas,

Estou aqui de novo com mais um post falando de viagem. Lembram do último / primeiro texto que escrevi sobre se conhecer primeiro, para depois escolher o lugar certo?! Pra quem não leu, vale a pena começar com ele e abrir o espírito clicando AQUI.

Pra quem já leu e gostou / continua interessada / não tem nada melhor pra fazer... Neste segundo post, decidi falar sobre Buenos Aires. Eu fui pra lá já faz um tempinho, em 2008, e foi uma viagem super linda e agradável, apesar dos pesares. Digo isso não porque a cidade deixou a desejar, mas porque fui no esquema baratex em uma carona com o ônibus de psicologia da faculdade que ia para um congresso e chegando lá, pra ajudar, todo mundo "bookou" o mesmo hostel que era o mais barato e não tinha vaga para todos. Enfim, depois de 36 horas de bunda quadrada e correria pra achar um novo hostel, deu tudo certinho e foi só alegria. Uma viagem recheada de andanças, beijo na boca, e milanesas com purê de batatas...

Tão romântica como Paris, só que bem mais acessível - e agora aproveitando o momento que não bastando o melhor jogador de futebol, até o papa é argentino -, a capital dos hermanos é sem dúvida um dos pontos mais bonitos a serem visitados na América do Sul (tá, eu não viajei muito pela América do Sul pra ter certeza, mas pelo menos é o que todos dizem). 

Com belos parques e monumentos, Buenos Aires possui uma opção abrangente de pontos turísticos e atividades de lazer. Vamo aí...

Lugares


Entre as áreas que eu recomendo estão, a Plaza de Mayo (Praça de Maio), testemunha dos eventos históricos do país desde a época da fundação de Buenos Aires; a Casa de Governo (Casa Rosada), no mesmo lugar onde foi o Forte Espanhol de Juan de Garay desde 1580; o bairro La Boca localizado às margens do Riachuelo, que foi um típico bairro de imigrantes, principalmente italianos e hospeda atrações como o simpático e colorido Caminito e o Estádio do “Boca Juniors”; a Recoleta, um dos bairros mais elegantes da cidade com seu famoso cemitério em que estão os restos mortais de personalidades famosas da política, cultura, arte e ciência; e o Obelisco de Buenos Aires, um monumento histórico da cidade erguido na Praça da República, no cruzamento das avenidas Corrientes e 9 de julho, em comemoração ao quarto centenário da fundação da cidade em 23 de maio 1936.

Tango


Além desses pontos imperdíveis, marco fundamental da história de Buenos Aires, os famosos Shows de Tango (que eu só vi na rua porque era grátis e o esquema, como eu já ressaltei, era econômico) atuam diariamente em cabarés, boates, cafés, restaurantes e salões de baile com suas orquestras únicas de sucesso popular desde os anos de 1940, época denominada Década de Ouro. 

Para dar uma pitada a mais no romance, com certeza vale a pena procurar um pacotão com Tango, vinho e jantar incluso - só tomem cuidado, porque como todo bom país latino, tem muita gente querendo vender abobrinha a preço de caviar. Eu não fui porque na época eu tinha 21 anos e estava mais no esquema esportivo, mas recomendo. 
Para quem gosta de vida cultural em geral, no centrão de BA também tem espetáculos de todos os tipos, com direito a um Chaves dourado show de bola! 





Culinária



Outra coisa em Buenos Aires que vale a pena ser explorada é a comilança! Mesmo na economia, me dei ao luxo de comer uns pratos bacanas. A moeda deles é desvalorizada em relação ao real e dá pra encontrar uns combinados prato principal, sobremesa e vinho excelentes. As diferentes culturas que se entrelaçam na cidade criaram uma cozinha muito variada. Entre as comidas típicas estão: el asado ou parrillada (carne grelhada), bife de chorizo, pizzas, raviólis e pastas, milanesa napolitana (carne à milanesa com queijo e tomate), provoleta (queijo provolone grelhado) echoripán (sanduíche de chorizo). Para Sobremesa, delícias como flan com doce de leite, doce de batata-doce com queijo, budín de pan (pudim de pão), panquecas com doce de leite ou ainda os sorvetes, referência entre os melhores do mundo. Recomendo tudo!!! Menos um restaurante perto do Estádio do Boca Juniors que tinha o "Guarda" na cozinha (cachorrão maior que eu).


Bares e Baladas

Para todos os gostos e idades, bairros como Palermo, San Telmo e Puerto Madero apresentam uma variedade imperdível de opções. Eu fui numa balada em Porto Madero que era open bar de Quilmes bem legal, mas não lembro o nome, essa eu vou ficar devendo. O único lugar que vou recomendar, é fazendo um merchan pro meu amigo Sebastian que está assessorando o Bodega Cervecera. Segundo ele, o bar de cervejas artesanais "é um ambiente descontraído e de boas energias em que é possível degustar o melhor das cervejas artesanais argentinas e também do mundo. Experiência única para fãs de cerveja e turistas em geral, que permite aproveitar sabores específicos de bebidas produzidas com requinte e qualidade aliado a uma equipe de atendimento dedicada e público simpático". O Sebastian é colombiano, mas mora em Buenos Aires há três anos e posso garantir que como um bom baladeiro, dá pra confiar na recomendação. Pra quem se interessou pela dica, pode acessar o site do Bodega, criado pelo meu amigo, clicando AQUI.


Estilo


Aproveitando que o blog traz espaço pra falar de beleza e estilo, eu  - que não sou das mais dedicadas à beleza e moda, apesar de gostar muito - me empolgo as vezes em viagens e gostaria de compartilhar alguns modelitos que fizeram sucesso na capital argentina. Depois de horas só de top no busão por causa do calor, fiz uma trança embutida que usei com a minha camiseta do palmeiras em um dia e com uma bermuda e camiseta no outro. O estilo foi copiado de uma italiana que vi no hostel e funcionou tão bem que pensaram mesmo que eu era italiana em um restaurante. Já, no dia da visita ao Caminito e estádio do Boca Juniors, coloquei um vestidinho leve branco e soltei os cabelos que na época estavam super compridos, para um ar de turista livre leve e solta...  


1001 Motivos

O título foi só de brincadeira, mas entre os motivos que recomendo a viagem estão:
- Viagem internacional a preço de Nordeste;
- Sensação de Europa sem perder a latinidade;
- Comer Doce de leite;
- Ver a famosa Casa Rosada de perto;
- Tirar fotos engraçadas no obelisco;
- Conhecer a Bombonera;
- Hablar Gracias; hola y como estás e se sentir bilingue;
- E para completar os 994 motivos restantes, utilize a criatividade, afinal, como diria Pessoa: Tudo vale a pena quando a alma não é pequena.


Esperam que tenham gostado! Se faltou algo, please, perguntem.
Sugestões, mais e apoio: http://www.bancodedadossa.blogspot.co.uk/


0 comentários: